Budapeste – Primeiras impressões


Budapeste é relativamente perto de Viena e como as passagens de avião pelo Leste Europeu são uma facada, eu resolvi ir de ônibus mesmo. No meio do caminho, só neve e de repente eu ouço alguém falando em português: “Será sonho?”. No final das contas era verdade sim; era um casal de brasileiros que mora em Budapeste.
Conversamos um pouco e eles me perguntaram onde eu iria me hospedar. Para falar a verdade, eu não tinha nada certo, já que eu estava esperando uma resposta de um Couchsurfer que havia ficado de me hospedar por lá. Assim que eu chegasse na rodoviária, deveria encontrar uma lan house para checar os meus emails. Ledo engano, já que é mais fácil achar uma agulha num palheiro do que uma lan house em Budapeste.
É nessas horas que eu percebo que o meu santo é muito forte e é brasileiro sim – já que não desiste nunca de mim. Os brasileiros me convidaram para ir para a casa deles e verificar meus emails. Quando eu cheguei lá, p cara havia me respondido dizendo que não poderia me hospedar porque estava doente.
Daí sim eu fiquei nervosa e comecei a procurar albergues pela internet. Havia um em uma região bacana e não muito longe de onde eu estava…era só pegar o bonde. O brasileiro ligou para o albergue para saber se havia mesmo vaga e eu fui correndo pra lá.
O albergue é na verdade um apartamento transformado em albergue – bem soviético – e o recepcionista bem estranho no começo. Não havia muita gente e o meu plano era ficar por lá uns 3 dias – já que a minha idéia inicial era ir para a Polônia e Budapeste estava no caminho –  aí percebi que o clima lá é bem de família mesmo já que na mesma noite um americano que mora em Budapeste saiu pra jantar comigo – e sem nenhuma segunda intenção, acreditem!
Os preços lá são bem bons e finalmente eu pude comer em restaurante sem ficar com peso na consciência. Comi um gulash– que os húngaros dizem que foram eles que inventaram e os checos também…uma briga danada. Dormi como uma criança e feliz da vida de ter gastado pouco.Mais sobre Budapeste? Então veja todos nossos posts!

Booking.com

Ajude-nos a manter o site com conteúdo sempre gratuito!

Quando você faz uma reserva com um dos nossos links afiliados, você nos ajuda a viajar mais. E o melhor: você não paga nada mais por isso! Obrigada pela força! :)

More from Deise de Oliveira

London Book Fair 2011

Quem me segue no Twitter, sabe que um dos principais motivos da...
Read More

1 Comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *