Sesc Pompéia – São Paulo


O Sesc Pompéia é um espaço de múltiplo uso, um equipamento urbano que concentra atividades de esporte, lazer, e serviços.
Espaço único na cidade, é uma obra prima de requalificação urbana, e de reciclagem de edifícios (também chamado de retrofit) além de um marco histórico importante na cidade de São Paulo, tanto pelo seu uso anterior como atual.

Sesc Pompéia - São Paulo
O projeto é de autoria da arquiteta Ítalo-Brasileira Lina Bo Bardi e foi realizado em 1977, construído em 1982. Embora fora concebido na data citada, se mostra um projeto muito atual, o que o qualifica como um marco da arquitetura contemporânea brasileira.

Um choque na arquitetura da época, aspecto bruto, materiais aparentes, escalas variadas, cores contrastantes. Mas ao mesmo tempo sensível, espaços fluidos, visuais privilegiadas. Assim é o Sesc Pompéia.
Antes uma fábrica de tambores (Irmãos Mauser), e posteriormente sede da Ibesa-Gelomatic, o espaço era constituído de galpões.
A arquiteta foi convidada a fazer um projeto de requalificação para este grande espaço fabril, que já era utilizado pelo Sesc antes mesmo do início da reforma. Iniciou então uma jornada arquitetônica intensa, tendo como principal matéria prima o descobrimento, e a sensibilidade.

Sesc Pompéia - São Paulo
Com esta sensibilidade Lina percebeu de que forma o espaço havia passado a servir para o lazer de famílias, crianças e jovens. Neste potencial foi se desenvolvendo o projeto. Tinha a principal premissa de manter aquela atmosfera leve, com estímulo à convivência e ao esporte recreativo.

Manteve por nove anos seu escritório dentro da obra, convivendo diariamente com técnicos, artistas e operários. Logo no início dos trabalhos, descobriu que a velha fábrica possuia sua estrutura em concreto armado, o que não era muito comum na época, moldada pelo francês François Hennebique. Tratava-se então de uma das obras pioneiras nesta técnica no início do século XX, e talvez única no Brasil até o momento.

Nos espaços do Sesc Pompéia, arquitetura é viva, o ambiente é convivência, e o equipamento urbano é adotado como cidade. Na foto acima meu primo alemão Wolfgang experimentando o espaço.

Sesc Pompéia - São Paulo
Sesc Pompéia - São PauloCom duas preocupações, a de manter as construções históricas e a de manter a alegria do lugar, Lina reorganizou os espaços internos dos galpões de forma a dar uso a eles. Hoje eles abrigam restaurante, teatro, oficinas, biblioteca. Uma arquitetura inclusiva; todos se tornam cidadãos neste espaço.
Para abrigar o restante do programa (necessidades do Sesc no projeto) sem demolir os galpões seria necessário uma construção vertical. O aspecto rústico do concreto dialoga com o ambiente fabril, e as passarelas aéreas conectam as torres do complexo esportivo, separadas por uma área não edificável; o leito de um córrego que passa pelo terreno.

Não deixe de visitar este paraíso paulistano, e aproveitar o leque de opções que ele oferece. Consulte a agenda cultural no site.

Localização:
Rua Clélia, 93 – Pompéia
São Paulo – SP
cep 05042-000

Horário de funcionamento:
terça a sábado, das 9h às 22h
domingos e feriados, das 9h às 20h
acessibilidade universal

Contato:
telefone: 11 3871-7700
fax: 11 3865-0324
e-mail: [email protected]


Links:

Portal do Sesc – Unidade Pompéia

Sesc Pompéia no wikipedia

SESC SP na VI Bienal Internacional
de Arquitetura: “Viver nas cidades Arquitetura, realidade e utopia”.

Artigo escrito pelo arquiteto Marcelo Ferraz, que trabalhou com Lina, sobre o Sesc Pompéia.

Instituto Lina Bo e P. M. Bardi


More from Deise de Oliveira

Segway pela vinícola Spier em Stellenbosch

Um dos passeios mais bacanas que fizemos nessa última viagem à África...
Read More

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *