Budapeste – primeiras impressões (continuação)

Budapeste Budapeste - primeiras impressões (continuação)

Estava previsto para eu ficar em Budapeste somente 3 dias – como eu já havia dito antes, a minha passagem por Budapeste havia se dado mais por ela estar no meio do meu caminho até a Polônia do que por uma profunda vontade de se conhecer a cidade.
No meu primeiro dia em Budapeste, acordei e fui até o mercadinho mais próximo para comprar algo para o meu café da manhã. Aqui eu descobri que os preços dos alimentos é bem mais barato do que em Sampa. Fiquei feliz da vida e comprei um pão, geléia e um suco de laranja para o meu primeiro dia.
Neste dia conversei muito com o funcionário do albergue – um rapaz meio estranho mas muito gente boa. Ele gostava muito dos brasileiros e ficou muito feliz de eu estar lá. Sossegado, estava sempre fumando o seu cigarrinho do capeta…sossegado, sossegado.
Daí comecei a olhar o que fazer na cidade: descobri que o nome Budapeste vem da divisão da cidade em Buda e Pest. Ambas muito bonitas, mas Buda muito muito mais bonita.
Durante esta minha estadia, continuei a me comunicar com os brasileiros e até me encontrei com eles algumas vezes.
No albergue havia um americano que estava todo sozinho e eu – besta – fiquei com dó e convidei o rapaz para sair com a turminha brasileira. Nós fomos para uma balada onde as pessoas jogavam sinuca e dançavam de uma maneira tão bizarra que parecia que eles estavam zoando. Havia gente imitando o Michael Jackson e as pessoas aplaudiam!

Budapeste - primeiras impressões (continuação)

Daí o americano me disse uma pérola: “Poxa, eles dançam tão bem que estão me deixando com vergonha”. Pois é, ele também estava dançando de uma maneira bizarra e achando legal pra caramba. Eu juro que eu não conseguia parar de rir!
No lugar havia também um karaokê e nós entramos na fila para cantar “Land down under”…de tão brega foi legal. Daí eu percebi que na verdade as baladas de Budapeste pararam no tempo, e por isto mesmo é que eu me diverti horrores!
Depois de algumas noites, o funcionário do albergue até alugou “Cidade de Deus” para vermos. E na noite seguinte ele até fez um gulash! Bonzinho demais!Não preciso nem dizer que acabei ficando bem mais do que 3 dias e que não vejo a hora de voltar….

Mais sobre Budapeste? Então veja todos nossos posts!

Booking.com
Deise de Oliveirahttps://www.viagempelomundo.com/
Doutora em Literatura russa, viajante compulsiva e fotógrafa de cães no Spitz Fotografia Pet. Criadora do Viagem pelo Mundo, já estudou em Moscou e morou na França. Adora mergulhar, fazer agility com o Wurst (seu spitz alemão) e uma cervejinha com os amigos. Siga-a nas redes sociais: Facebook Twitter

Related Stories

Booking.com
15,500FansLike
18,956FollowersFollow
23,592FollowersFollow

Mais populares

Mapa do rodízio em São Paulo e como evitar...

Uma coisa que não só os moradores de São Paulo devem saber, mas também...

Como chegar em Morro de São Paulo saindo de...

Para quem está com vontade de fazer um passeio em Morro de São Paulo...

Remédios para enjoo: leve em sua viagem!

Se você é assim como eu, enjoa só de olhar o mar, o ideal...

Viagem com cachorro para os EUA (na cabine)

Resolvi escrever esse post depois de encontrar informações bastante divergentes sobre viagem com cachorro...

Como chegar perto do letreiro de Hollywood?

Muitas das pessoas que viajam a Los Angeles desejam tirar fotos do famoso letreiro...

O que fazer em Florença, Itália: roteiro de 3...

Viajar a Florença (ou Fierenze) na Itália é o seu sonho? Então aproveite as...

Comments

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui