Curso para mochileiros de primeira viagem

dicas Curso para mochileiros de primeira viagem

O leitor Eduardo me mandou uma mensagem esta semana muito interessante. Ele é jovem, com muita vontade de viajar mas sem experiência alguma. Quais são os passos para uma pessoa que quer mochilar pela primeira vez deve seguir? Esta é a função deste post.

Curso para mochileiros de primeira viagem

1. Defina o valor que você está disposto a pagar
Todas as suas escolhas seguintes, tais como destino, serão diretamente influenciadas pela quantidade de dinheiro que você está disposto a pagar para viajar. Depois disto é que você vai seguir para todos os outros passos. Também faça os cálculos de quanto você pode gastar por dia.
Eu geralmente não levo traveller’s cheque não. Eu prefiro levar dinheiro em espécie mesmo e um cartão de crédito. Aqui a escolha é muito pessoal.

2. Escolha o destino.
Parece óbvio mas não é não. Para escolher um destino, você deve pesquisar muito sobre o local, custo de vida, preço médio de acomodação, passagem aérea e vistos. Tudo isto vai influenciar diretamente na sua decisão. Por exemplo: quando eu morava na França, decidi não visitar a Itália – por ser um dos países mais caros da Europa continental – e trocar este país por 3 no Leste Europeu. Para mim valeu a pena.
Também sempre que possível leia blogs, sites e revistas sobre o destino em questão. Vale tudo, até perguntar para algum conhecido que já foi.
Ah, também compre um guia de viagens do local. Para esta dica, clique aqui.

3. Passagem aérea.
O ideal é você comprar a passagem com antecedência de pelo menos 3 meses, assim você não corre o risco de não ter vaga no voo ou o preço ter aumentado. Pesquise em todos os tipos de sites de viagens, inclusive no Americanas e no Submarino – estes dois geralmente têm o melhor preço. Também confira no site da própria empresa aérea se o preço é o mesmo que nestes sites de busca, pois eu já achei uma diferença significativa.
Se você for viajar dentro do país escolhido, vale a pena dar uma olhada nas companhias low-cost do país. Às vezes você pode encontrar passagens de até 1 euro! A dica aqui também é comprar com antecedência. Tome cuidado porque estas companhias são baratas porque saem de aeroportos distantes do centro. Se você for fazer uma viagem próxima, às vezes é melhor ir de ônibus mesmo.
Outra coisa é se cadastrar no programa de milhas da companhia aérea. Algumas delas têm até parceria com companhias aéreas brasileiras, ficando mais fácil trocar as milhas por uma passagem pelo Brasil.

4. Hospedagem.
O tipo de hospedagem vai depender muito do seu bolso. Se você for tentar acomodação de graça com o Couchsurfing, mande mensagens para diversas pessoas com uma antecedência de pelo menos 2 meses. Se você for ficar em albergue, visite os diversos sites sobre o assunto, como: Hostelworld, Hostelbookers e o Hostels.com
Para reservar hotéis, o negócio é entrar no site Booking.com  ou no site Hoteis.com pois nele você faz a reserva mas só para quando chegar no hotel – boa pedida para esse caso você tiver que cancelar toda a viagem.

5.Vistos de vacinas
Verifique se para o destino escolhido é necessário visto ou algum tipo de vacina. O visto americano , por exemplo, demora em média 3 meses para ficar pronto. Programe-se!

6. Bagagem.
Sinto muito, mas nada de mala de rodinhas. Não é preconceito, só não é prático para você ficar pulando de aeroporto em aeroporto com este treco. Compre uma mochila – uma de 75 litros é ideal – com uma alça resistente e com cinto para divisão do peso na cintura.
Compre também uma mochila pequena, para você carregar na frente do seu corpo, com os objetos mais importantes.  Esta mochila vai ser a sua bagagem de mão no avião e onde você vai colocar os seus objetos de valor.

7. Faça o seu roteiro.
Mochileiro que é mochileiro não fica parado em só uma cidade. Fazer a logística de quantos dias e quanto você poderá gastar por dia é fundamental para o sucesso de sua aventura. Deixe sempre um pouco de dinheiro em caso de emergência.

8. Diga-me com quem andas…
Sou uma capricorniana que não gosta muito de dividir o matinho da minha montanha com outras pessoas. Para mim não é problema algum viajar sozinha, já que assim sou eu quem decido onde ir e quanto tempo ficar em cada lugar.
Viajar com outra pessoa já é mais complicado mas também pode ser bem legal. O problema é que a pessoa tem que ter a mesma pegada que você e também os mesmos gostos. Se você encontrou esta pessoa, aproveite porque é muito bacana. Mais dicas para quem vai viajar sozinho aqui.

9. Fazendo as malas.
Eu me lembro até hoje dos ensinamentos das Bandeirantes, e um deles era: se a sua mala ficar pesada, é você mesma quem vai carregar. E não é que eu aprendi? Para saber mais, clique aqui. 

 

Booking.com
Deise de Oliveirahttps://www.viagempelomundo.com/
Doutora em Literatura russa, viajante compulsiva e fotógrafa de cães no Spitz Fotografia Pet. Criadora do Viagem pelo Mundo, já estudou em Moscou e morou na França. Adora mergulhar, fazer agility com o Wurst (seu spitz alemão) e uma cervejinha com os amigos. Siga-a nas redes sociais: Facebook Twitter

Related Stories

Booking.com
15,495FansLike
18,956FollowersFollow
23,595FollowersFollow

Mais populares

Mapa do rodízio em São Paulo e como evitar...

Uma coisa que não só os moradores de São Paulo devem saber, mas também...

Como chegar em Morro de São Paulo saindo de...

Para quem está com vontade de fazer um passeio em Morro de São Paulo...

Remédios para enjoo: leve em sua viagem!

Se você é assim como eu, enjoa só de olhar o mar, o ideal...

Viagem com cachorro para os EUA (na cabine)

Resolvi escrever esse post depois de encontrar informações bastante divergentes sobre viagem com cachorro...

Como chegar perto do letreiro de Hollywood?

Muitas das pessoas que viajam a Los Angeles desejam tirar fotos do famoso letreiro...

O que fazer em Florença, Itália: roteiro de 3...

Viajar a Florença (ou Fierenze) na Itália é o seu sonho? Então aproveite as...

Comments

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui