Linha Turismo: a opção mais rápida e barata de conhecer Curitiba

Início Curitiba Linha Turismo: a opção mais rápida e barata de conhecer Curitiba
Quando li que em Curitiba havia um sistema de jardineiras para os turistas conhecerem os mais importantes pontos turísticos da cidade, me interessei bastante. Eu e o Fabio fomos para Curitiba de avião e não queríamos ter que alugar um carro, pois era a primeira vez que visitávamos a cidade. Então essa opção caiu como uma luva para nós.

  Linha Turismo: a opção mais rápida e barata de conhecer Curitiba

Vou explicar como funciona:

  1. Você compra um bilhete por 25 reais e pode fazer até 4 paradas em diferentes pontos turísticos da cidade (que não inclui o ponto onde você pegar o ônibus pela primeira vez).
  2. Se você não usar todas as paradas em um dia, você pode usá-las no dia seguinte.
  3. Como são só 4 paradas, procure caminhar entre os pontos que são próximos entre si.
  4. Os ônibus param em pontos de ônibus específicos e em frente aos pontos turísticos, o que facilita bastante.
  5. Os ônibus saem de 30 em 30 minutos, mas começam a circular por volta das 9h e param por volta das 18h.
  6. Você compra as passagens direto com o cobrador.

Mas quais paradas escolher?

Não sei se as escolhes que fizemos foram as melhores, mas vou mostrar para vocês quais foram os lugares que visitamos na Cidade e daí você pode escolher os mesmos ou simplesmente fazer tudo completamente diferente! 🙂
Ah! Agora eu vou colocar as fotos e falar brevemente desses lugares, mas logo mais teremos postagens específicas sobre cada lugar. Ok?
Nós começamos nossa viagem na Praça Tiradentes, pois era o ponto mais próximo do hotel que estávamos hospedados. (Primeiramente devo falar que o Museu do Olho e o Bosque do Papa não está incluído no  roteiro, pois nós fomos caminhando do nosso hotel!)
Então depois de pegar o ônibus na Praça Tiradentes, você terá direito a 4 paradas.  Nós fomos direto para a Universidade Livre do Meio Ambiente, que o Fabio queria tanto conhecer. No começo parece que você vai ver só mato, mas impressiona muito ver uma universidade construída toda em madeira em um morro de frente para um lago. Uma perfeita integração entre arquitetura e meio ambiente.
De lá, nós iríamos caminhando, mas uma mulher nos ofereceu carona até a Ópera de Arame, então economizamos uma passagem!
Partimos para o Memorial Ucraniano, pois como eu russóloga, tudo que envolva um pouco da cultura do Leste Europeu me interessa. O memorial é lindo e nem parecia que eu estava no Brasil!
Fomos para a Santa Felicidade almoçar. Almoçamos no Madalosso, um dos restaurantes mais tradicionais da cidade.
Partimos para o Parque Barigui para conhecer o lugar mais vistado pelos curitibanos.
Nossa última parada foi no Jardim Botânico e pegamos um por do sol lindo por aqui. Como lá foi a nossa última parada, pegamos um ônibus de linha normal para o nosso hotel. Foi bem tranquilo, pois lá havia um corredor de ônibus direto para o centro.
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
Booking.com
Deise de Oliveirahttp://www.viagempelomundo.com/
Doutora em Literatura russa, viajante compulsiva e fotógrafa de cães no Spitz Fotografia Pet. Criadora do Viagem pelo Mundo, já estudou em Moscou e morou na França. Adora mergulhar, fazer agility com o Wurst (seu spitz alemão) e uma cervejinha com os amigos. Siga-a nas redes sociais: Facebook Twitter

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Booking.com
VIAGEMPELOMUNDO5
- Publicidade -