Londres, a capital da gentileza


Meu nome é Flávia e, recentemente, eu fiz a minha primeira viagem à Europa, e vou dividir algumas experiências com vocês, leitores do Viagem pelo Mundo! Espero poder ajudar aqueles que forem viajar para os mesmos lugares que eu. Começaremos pela terra da Rainha!

Chegamos ao aeroporto de Heathrow à tarde e fazia muito frio. Por causa do fuso, essa coisa de horário fica um pouco complicada. Eu havia acabado de tomar café da manhã no avião, mas não era de manhã. Em Londres são três horas a mais, mas eles estavam no horário de verão, então eram quatro horas a mais em relação a São Paulo.

A sensação de não estar mais no seu país é muito estranha, eu sentia um misto de euforia e medo. Ainda faltava passar pela alfândega. Onde fomos atendidos por uma simpática indiana sorridente, além das perguntas típicas, nos fez perguntas divertidas, do tipo: Quando vocês vão casar? Ah, você estuda literatura russa? E você sabe russo? (Eu estudo cultura e literatura russa, por isso a pergunta)

E eu estava tão nervosa, que respondi em francês… Que fiasco!

No fim, deu tudo certo, ela nos desejou uma ótima viagem e carimbou nosso passaporte.

Procurando hotel? Reserve aqui em parceria com a Booking.com!

Já na rua, a gente parece criança descobrindo o mundo. Eu ficava lendo as placas baixinho. Parece besteira, mas o único lugar fora do país para o qual eu havia ido antes foi a Argentina. E lá também eu fiquei lendo as placas em espanhol. A sensação de ver algo nunca visto antes é indescritível. Tudo parece muito gracioso.

Foi muito fácil descobrir o caminho para o hotel, o trem sai do aeroporto e passa por Londres inteira, não tem erro. Mesmo com as malas gigantescas, foi fácil chegar ao hotel. Aliás, o metrô e o trem são incríveis, você pode chegar a quase qualquer lugar com um dos dois.

Tubemap

Nossa primeira parada foi o bairro recentemente reformado para receber o parque olímpico, as últimas Olimpíadas ocorreram em Londres. Stratford é um bairro agradável e tudo nele é novinho. Tem um shopping gigantesco, que fica ao lado da estação de metrô, e vários bons restaurantes não tão caros.

O hotel em que ficamos, o Westbridge Hotel, é novíssimo, foi inaugurado em julho de 2012. O serviço do hotel é mesmo fabuloso, como está escrito nas avaliações do booking.com. O quarto só não é tão grande quanto parece nas fotos.

Neste primeiro dia, jantamos num maravilhoso restaurante libanês.

Daí eu descobri uma coisa importante sobre os londrinos, se eles te perguntarem se você quer com bastante pimenta, e você não está acostumado a comer comida em chamas, diga que não, esse negócio não é brincadeira para eles, um prato com um grau médio de pimenta fará você tomar água loucamente. E o prato com “mais pimenta”, fará você sentir sua língua dormente e você não sentirá mais nenhum sabor do prato. Mesmo que você seja baiano, eu sou de família de baiana, adoro pimenta, e foi quase insuportável.

Nesse restaurante, tinha uma moça bem pequenininha na mesa ao lado, que pediu mais pimenta, eu a encarei incrédula… Enfim, ela mandou para dentro aquela lava fumegante.

Lá, eu comi o melhor falafel da minha vida, que é um dos meus pratos favoritos. O prato principal tinha muita pimenta, um “fish tagine”, eu não gostei. O restaurante era lindo, e, se eles te oferecerem um vinho libanês e você estiver a fim de vinho, aceite, é delicioso.

O nome do restaurante é “Dar Marrakech” (http://www.darmarrakech.co.uk/) e também serve comida marroquina. Vocês não verão muita foto de comida por aqui, eu fico um pouco constrangida de tirar foto dos pratos no restaurante.

Ao final desse breve dia em Londres, eu já havia descoberto a coisa mais importante sobre os londrinos, eles são muito gentis!

P.S.: Eu sempre vou escrever usando o “nós” porque fui com o meu marido, eu não tenho personalidade múltipla.

Curta e compartilhe

Written By
More from Flaviuska

Notting Hill – Portobello Market

Uns dos passeios londrinos mais bacanas é a visita às duas feiras...
Read More

2 Comments

  • Flavia, please, escreva logo, eu estou adorando, vou para Londres em meados de agosto, se Deus quiser. Já gostei da dica de que metro leva à Londres inteira, vou ficar em St Pancras, não vou com mala gigante. Então já defini que vou de Metro. Abraço.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *