Tour do grafite e arte de rua em Joanesburgo, África do Sul

Início África do Sul Tour do grafite e arte de rua em Joanesburgo, África do Sul

O Tour do grafite em Joanesburgo foi um dos passeios mais bacanas que fizemos na cidade. O grafite, como expressão de arte, pode nos dizer muito sobre a história do país.

- Publicidade -

Joanesburgo – assim como toda a África do Sul – é marcada pelo histórico de repressão e pelo apartheid. O sistema que desalojou milhares de negros dos grandes centros para as chamadas townships (comunidades afastadas da região central da cidade e essencialmente negra) e separou brancos e negros foi uma mais maiores loucuras que o branco poderia ter feito. Tour do grafite e arte de rua em Joanesburgo, África do Sul

Tour do grafite e arte de rua em Joanesburgo, África do Sul

O apartheid acabou em 1994 , muita coisa começou a mudar. O grafite começou a tomar força como forma de expressão e a cidade começou a se transformar. Naquele mesmo ano, sr. Nelson Mandela foi o primeiro negro eleito presidente do país por meio de voto popular – sim, agora os negros tinham direito ao voto.

O que fazer em Joanesburgo-28

- Publicidade -

Depois de tantos anos de proibição, as cores da cidade cinza estão por todos os lados do bairro de Newtown, localizada no centro de Joanesburgo. É como se agora, finalmente o povo conseguisse se expressar em ser considerados criminosos. E eu posso dizer que achei tudo incrível!

O que fazer em Joanesburgo-30

O incentivo começou em 2010 (depois da Copa do Mundo) com ajuda da Johannesburg Development Agency e também com o financiamento por parte de escolas como Goethe, Aliança Francesa para trazer nomes de peso do grafite para pintarem por aqui.

O que fazer em Joanesburgo-27

E de fato, o que vimos foi uma explosão de cores em uma região que mais parece uma galeria a céu aberto e que me lembrou bastante a cidade de São Paulo. Para quem quiser ver um pouco do que já escrevemos sobre o grafite paulistano:

O que vimos em nosso passeio pela cidade foi um local cheio de contrastes: cinza e colorido, prédios modernos e outros bem degradados, pobres e ricos em seus carros. E fazer turismo em um lugar que inicialmente era esquecido até pela população foi algo inesquecível.

Hotel em Joanesburgo? Reserve conosco em parceria com a Booking.com!

O que fazer em Joanesburgo-26

Vimos obras de grandes nomes do grafite local, como Falco One, um dos primeiros grafiteiros da Cidade do Cabo. A célebre frase “We won’t move” é uma alusão ao período do apartheid onde negros foram obrigados a deixar suas casas para morar nas townships. E embora o desenvolvimento esteja chegando por aqui, o povo não apaga essa frase, pois faz parte do que eles são hoje.

No entanto, diferentemente de SP, o governo aqui está realmente fazendo algo para que essa região se transforme em um novo pólo artístico da cidade e a ideia é tornar esse lugar a maior galeria de grafite do mundo. E pelo andar da carruagem, não duvido que eles vão conseguir.

Informações

*O Viagem pelo Mundo viajou a convite do Turismo da África do Sul e da South African Airways

Booking.com
Deise de Oliveirahttp://www.viagempelomundo.com/
Doutora em Literatura russa, viajante compulsiva e fotógrafa de cães no Spitz Fotografia Pet. Criadora do Viagem pelo Mundo, já estudou em Moscou e morou na França. Adora mergulhar, fazer agility com o Wurst (seu spitz alemão) e uma cervejinha com os amigos. Siga-a nas redes sociais: Facebook Twitter

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Booking.com
VIAGEMPELOMUNDO5
- Publicidade -