Mergulho em naufrágio com a Barbados Blue

Barbados Mergulho em naufrágio com a Barbados Blue

Mergulho em naufrágio com a Barbados Blue

Quando eu recebi o convite da Visite Barbados para conhecer a ilha, eu só conseguia pensar em uma coisa: mergulho, mergulho, mergulho! Mergulhar é uma das coisas que eu mais amo fazer na vida e viajar para o Caribe seria a oportunidade perfeita!

E foi pesquisando as empresas e os pontos de mergulho em Barbados que eu encontrei a Barbados Blue. Depois de alguns emails, combinamos que eu faria um mergulho em naufrágio. Eu fiquei bastante animada, pois o último mergulho desse tipo que eu havia feito foi em 2006, na Patagônia Argentina. Já estava mais do que na hora de fazer outro mergulho em águas mais quentinhas.

Capa Barbados

O horário de saída estava marcado para às 14h e preciso dizer que o pessoal é pontual mesmo. Tão pontual que eu quase perdi o horário de saída 😛 Cheguei na salinha, assinei um termo de responsabilidade e fui pegar uma máscara, nadadeiras e colete com regulador. Era hora de subir no barco.

O grupo que iria mergulhar era bem pequeno – o que eu sempre prefiro. Duas delas nunca havia mergulhado, mas isso não foi um problema (havia até uma menina de 12 anos!). A equipe foi super atenciosa e ajudou o pessoal sem experiência com o equipamento e na hora de descer. Para facilitar as coisas, eles desceram por uma cordinha, junto do Dive Master. E eu fui filmando tudinho. 🙂 O resto do pessoal do barco estava lá para fazer snorkel com tartarugas.

DCIM100GOPRO

O mergulho

O ponto de mergulho era na verdade bem perto, no Carlisle Bay. Somente naquele lugar há 6 naufrágios com diferentes tipos de dificuldades para o mergulhador. Durante o nosso mergulho, visitamos 3 deles, e foi muito bacana!

É impressionante como a vida marinha fica mais rica no entorno dos naufrágios. Corais crescem os peixinhos fazem a alegria de nós, mergulhadores. Ah! E a água estava tão quentinha que não precisamos de roupa de mergulho; mergulhamos de biquíni mesmo.

Chegamos em uma profundidade máxima de 15 metros, o que foi bastante tranquilo. Um dos funcionários até mergulhava sem cilindro junto conosco. Eu invejei a capacidade pulmonar do rapaz. Ele parecia uma tartaruga marinha, mergulhando um tempão com a gente e depois subindo para respirar.

Muitas pessoas não gostam de mergulhar, mas esta é uma das atividades que mais me deixa em paz. Estar em contato direto com os peixes, no habitat deles, é uma experiência que me faz querer cada vez mais preservar e conservar, para que muitas pessoas ainda consigam vivenciar esta experiência.

Lionfish: um peixe que está destruindo os corais do Caribe

DCIM100GOPRO

E foi durante este mergulho que eu também aprendi sobre o Lion Fish, um peixe aparentemente bem bonitinho, mas que está ameaçando toda a vida marinha do Caribe. Nosso Dive Master nos explicou que esses peixes são originários do Pacífico, mas que depois de um acidente na costa da Flórida, eles chegaram no Mar do Caribe.

 

E qual o problema desses peixes? Aparentemente inofensivos, se você encostar nele, terá inflamação e febre alta. Além disso, ele come praticamente tudo o que vê, o que significará a morte da diversidade marinha e dos corais da região. Então, toda vez que os mergulhadores encontram os tais peixes, devem matá-los, pois nós somos os únicos predadores do Lionfish.

Vai viajar para Barbados e não sabe o que fazer na ilha? Mergulhe! Tenho certeza que você vai gostar.

Não gosta de mergulhar? Faça o passeio de catamarã!

Informações

* O Viagem pelo Mundo mergulhou a convite da Barbados Blue, mas as opiniões são nossas.

** Agradecimentos especiais ao Visite Barbados, por ter nos convidado para visitar a ilha. 

Booking.com
Deise de Oliveirahttps://www.viagempelomundo.com/
Doutora em Literatura russa, viajante compulsiva e fotógrafa de cães no Spitz Fotografia Pet. Criadora do Viagem pelo Mundo, já estudou em Moscou e morou na França. Adora mergulhar, fazer agility com o Wurst (seu spitz alemão) e uma cervejinha com os amigos. Siga-a nas redes sociais: Facebook Twitter

Related Stories

Booking.com
15,495FansLike
18,955FollowersFollow
23,595FollowersFollow

Mais populares

Mapa do rodízio em São Paulo e como evitar...

Uma coisa que não só os moradores de São Paulo devem saber, mas também...

Como chegar em Morro de São Paulo saindo de...

Para quem está com vontade de fazer um passeio em Morro de São Paulo...

Remédios para enjoo: leve em sua viagem!

Se você é assim como eu, enjoa só de olhar o mar, o ideal...

Viagem com cachorro para os EUA (na cabine)

Resolvi escrever esse post depois de encontrar informações bastante divergentes sobre viagem com cachorro...

Como chegar perto do letreiro de Hollywood?

Muitas das pessoas que viajam a Los Angeles desejam tirar fotos do famoso letreiro...

O que fazer em Florença, Itália: roteiro de 3...

Viajar a Florença (ou Fierenze) na Itália é o seu sonho? Então aproveite as...

Comments

  1. Que delícia Deise! Eu tenho muita vontade de fazer um curso de mergulho e farei assim que puder ($). Qdo vc e o Gui falavam dos mergulhos que fizeram, eu ficava só imaginando o quanto deve ser incrível estar no silêncio da imensidão do mar…

    Fiquei com uma dúvida… Vc falou que duas pessoas que fizeram o mergulho nunca tinham mergulhado? Então, nesse passeio pode fazer quem não tem curso? Hum… se eu soubesse antes. rsrs

    Bjoooos

    • Oi Cris,

      geralmente acontece assim: teoricamente, quem nunca fez curso de mergulho pode mergulhar em uma profundidade entre 5 e 10 metros. Digo teoricamente, pois eu já mergulhei diversas vezes com pessoas sem a certificação que passaram desse limite de profundidade. A menina estava com o pai dela, que já era mergulhador, então foi bem tranquilo.
      Agora, se eu puder te dar uma dica, acho que realmente vale a pena você fazer um curso antes de mergulhar. Digo isso porque o curso te dará uma base e a segurança que você precisa para apreciar o mergulho em si. Quando você nunca mergulhou e faz esses mergulhos chamados “discovery”, você acaba deixando de prestar atenção nos peixes, pois perde energia com o equipamento, flutuabilidade, respiração, etc.
      Faça o curso sim e vá mergulhar. É a minha terapia! 🙂

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui