Conciergerie em Paris: dicas de passeio

Início França Conciergerie em Paris: dicas de passeio

A Conciergerie em Paris abrigava o principal palácio dos reis franceses entre os séculos X e XIV (por isso, não se espante se você à primeira vista pensar que está vendo um castelo), chamado de Palais de la Cité. Mas para a maioria de nós, este prédio está ligado a um outro período histórico: foi aqui que os condenados da Revolução Francesa, inclusive a rainha Maria Antonieta, passaram os seus últimos dias. Veja a nossa dica de passeio e boa viagem!

- Publicidade -

Conciergerie (2)

Conciergerie em Paris: dicas de passeio

A localização da Conciergerie não é por acaso. Ter o palácio na Île -de-Paris era a melhor opção, pois estava naturalmente abrigado em uma ilha, mas com uma visão privilegiada de todos os lados, me caso de um possível ataque. O nome concierge significa porteiro ou zelador em francês. Quando o palácio foi convertido em prisão, nada mais natural do que adotar tal nome.

Durante o século XIV, os reis começaram a abandonar o palácio real, que passou então a abrigar a Tesouraria e o Parlamento de Paris (que até antes da Revolução Francesa, o órgão de justiça mais importante). Com a derrubada da monarquia, foi aqui dentro que se instalou o Tribunal Revolucionário, com um anexo funcionando como prisão.

- Publicidade -

Conciergerie (4)

Homens e mulheres ficavam em celas separadas, e quem tinha dinheiro, conseguia cela individual e refeições mais elaboradas. Quem não tinha dinheiro dormia na palha mesmo. Uma das celas chegou a abrigar 100 prisioneiros!

 

A célebre rainha Maria Antonieta passou seus últimos dias de vida aqui. Ela era mantida isolada dos outros presos e uma certa vez ela quase conseguiu escapar…ela foi capturada já na rua! Depois disso ela foi mantida em completo isolamento e com uma janela mais alta ainda.  Foi aqui também que muitos dos líderes revolucionários foram presos e mortos: Danton, Desmoulins, Hébert, Chaumette, Robespierre, Couthon, Saint-Just, Coffinhal and other Jacobins.

Conciergerie (3)

Em 1914 o prédio perde a função de prisão e é então classificado como monumento histórico e passa a ser aberto ao público.  Mais dicas de Paris? Veja todos os nossos posts sobre o que fazer na cidade aqui.

Informações

Ingressos? Compre um passe e economize!

Em Paris, a melhor opção para quem quer conhecer boa parte dos pontos turísticos da cidade é comprar o  Paris Museum Pass.

Com ele você paga apenas uma vez um valor que já inclui atrações como Louvre, Versalhes e D’Orsay. É possível escolher entre um Passe de 2 dias ou um Passe de 4 dias para retirar ou no aeroporto Charles de Gaulle ou no Orly.  Achou muito trabalhoso? Compre o passe de 2,4 ou 6 dias com entrega em seu hotel!

PARIS MUSEM PASS 2,4 OU 6 DIAS C/ ENTREGA NO HOTEL   PARIS MUSEUM PASS 4 DIAS (RETIRADA NO AEROPORTO)  PARIS MUSEUM PASS 2 DIAS (RETIRADA NO AEROPORTO)

 

Booking.com
Deise de Oliveirahttp://www.viagempelomundo.com/
Doutora em Literatura russa, viajante compulsiva e fotógrafa de cães no Spitz Fotografia Pet. Criadora do Viagem pelo Mundo, já estudou em Moscou e morou na França. Adora mergulhar, fazer agility com o Wurst (seu spitz alemão) e uma cervejinha com os amigos. Siga-a nas redes sociais: Facebook Twitter

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Booking.com
VIAGEMPELOMUNDO5
- Publicidade -