Goulash: receita húngara

Cervejaria do Mosteiro-2

Goulash é uma receita húngara, mas há controvérsias. Quando eu estive pela primeira vez em Praga, os tchecos falavam que o goulash era de lá. Depois, quando fui a Budapeste, eles falavam que o prato era deles. Então, pra ser bem sincera, não sei se o goulash é húngaro ou tcheco, mas isso não importa. O que importa realmente é que a receita é uma delícia!

Goulash: receita húngara

História do goulash

A receita data do século IX e foi criada pelos vaqueiros e pastores da região do Reino da Hungria. Como eles eram itinerantes, eles secavam a carne no sol e a levava com eles. A palavra gulyás em húngaro significa vaqueiro. A famosa páprica só foi adicionada à receita após a chegada dos turcos na região no século XVI.

A receita como conhecemos hoje em dia tem que obrigatoriamente ter páprica e tomate. A consistência dele não é nem de uma sopa nem de um cozido: ele seria alguma coisa entre esses dois e pode ser servido com pão ou, numa versão brasileira, com arroz.

Receita de goulash

Ingredientes:

600g de carne vermelha (eu usei colchão mole)

Procurando hotel? Reserve aqui em parceria com a Booking.com!

2 dentes de alho picados

2 cebolas picadas

2 cenouras picadas

2 tomates picados

4 batatas cortadas ao meio

1 colher de café de páprica

pimenta do reino

1 folha de louro

1 caldo de carne

Molho de tomate

Modo de preparo:

Em uma panela de pressão, frite a cebola e o alho.  Depois de dourados, coloque a carne cortada em cubos. Quando a carne estiver mais marrom, coloque os outros temperos: páprica, pimenta do reino, sal, folha de louro e o caldo de carne.

Coloque água (uns 3 dedos acima da altura da carne) e deixe na pressão por uns 15 minutos. Depois, adicione as batatas, tomates e as cenouras. Também coloque umas 3 colheres de molho de tomate. Deixe na pressão por mais 15 minutos.

Pronto! É hora de apreciar.

Espero que vocês gostem. 🙂

Curta e compartilhe

More from Deise de Oliveira

O centro histórico de Vitória

O centro de Vitória é uma gracinha mesmo e diferente de Vila...
Read More

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *