Hostels na Europa: dicas de como curtir ao máximo*

Início Publieditorial Hostels na Europa: dicas de como curtir ao máximo*

Eu fiz o meu primeiro mochilão na Europa depois de ter ficado um mês estudando russo em Moscou e de ter feito um semestre de um mestrado em Avignon. Isso significa que eu estava cheia de vontade de conhecer todos os países possíveis, mas sem muito dinheiro.

- Publicidade -

Naquela época, eu era solteira e com vinte e poucos anos e, quando não conseguia ficar hospedada em casas de conhecidos, os hostels (ou albergues) eram sempre a minha primeira opção. E eu tenho que dizer que foi a melhor coisa que eu fiz! Entretanto, tenho que confessar que depois de casada e já na casa dos trinta, eu repeti a experiência e confesso que fiquei um pouco mais exigente, então, meu objetivo aqui é mostrar para vocês o que é importante considerar ao procurar albergues na Europa.

Hostels na Europa: dicas de como curtir ao máximo*

Localização

Na verdade, a escolha da localização vai depender muito do quanto você está disposto a pagar. Ficar em uma região mais central pode te poupar de ter que gastar com transporte público ou táxis e até mesmo tempo de viagem. Por isso, faça as contas: às vezes há um hostel que fica a alguns minutos a pé do centro, mas bem mais barato. Pesquise!

Número de camas no quarto. Misto ou não?

Eu nunca tive problemas em ficar em um quarto misto e com muitas pessoas, contanto que o banheiro fosse limpo e o quarto relativamente silencioso, se é que isso é possível. No entanto, já na casa dos 30, eu fiquei em um albergue em Nice que havia umas 20 camas e, no meio da noite um hóspede (que por sinal era brasileiro), levou uma menina para o quarto e sua cama era ao lado da minha. Imagina a minha cara quando acordei com os dois começando a se despir? Não preciso nem dizer que coloquei eles para fora do quarto e foi aí que eu me dei conta que estou muito velha para quartos mistos..hehe

- Publicidade -

Portanto, é importante verificar a quantidade de quartos disponíveis, número de banheiros e se eles são mistos ou não. Hoje em dia, eu ficaria em um quarto só para meninas.

Cozinhe!

Eu sempre digo que sou super adepta da economia não só em viagens, mas na vida. Albergues são ótimos, pois a maioria possui cozinha. Mesmo que você almoce na rua, tomar café da manhã e jantar no albergue será ótimo para o seu bolso. E por falar em café da manhã, verifique se o albergue em questão não oferece esse serviço e procure por resenhas. Às vezes você consegue tomar um café da manhã muito melhor e mais em conta se comprar os itens no supermercado.

Vai viajar sozinho (a)? Sem problemas!

O albergue é a melhor opção para aqueles que vão viajar sozinhos, pois você vai encontrar muitas pessoas que estão fazendo a mesma coisa e que estão doidas para socializar. Você sempre terá companhia para passeios e baladas!

Pesquise e compare preços

A Trivago é uma ótima ferramenta para pesquisar preços de acomodação, pois ele faz todo o trabalho chato para você ao fazer uma varredura em todos os sites de reserva e já traz o melhor resultado. Prático e simples!

*Post patrocinado

Booking.com
Deise de Oliveirahttp://www.viagempelomundo.com/
Doutora em Literatura russa, viajante compulsiva e fotógrafa de cães no Spitz Fotografia Pet. Criadora do Viagem pelo Mundo, já estudou em Moscou e morou na França. Adora mergulhar, fazer agility com o Wurst (seu spitz alemão) e uma cervejinha com os amigos. Siga-a nas redes sociais: Facebook Twitter

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Booking.com
VIAGEMPELOMUNDO5
- Publicidade -