Catedral de São Basílio em Moscou, Rússia


A Catedral de São Basílio é provavelmente o monumento mais icônico da Rússia. Quando você pensa na Rússia, o que você imagina? Provavelmente essa catedral é uma dessas coisas, junto com a vodka e a neve. 😛

Não existe outra catedral do mundo tão colorida quanto essa (mesmo a catedral de São Petersburgo não tem a variedade de cores que vemos nessa aqui). Ao caminhar pela Praça Vermelha, é impossível não ter os olhos imediatamente levados em direção a ela. E é justamente na frente dela que você verá muitas pessoas fazendo selfies para dizer que estão na Rússia. Tem uma amiga minha que a chama de “Casa do João e Maria”…ela diz que parece uma casa de doces. rs E o pior é que parece mesmo.

Seu nome em russo é Собор Василия Блаженного, que significa Catedral do Vassili, o abençoado. Desde 1929, o espaço virou um museu e está aberto para visitas. À pedido do czar Ivan, o Terrível, ela foi construída entre os anos 1555–61 em comemoração à conquista de Kazan.

Quando vemos de fora, pensamos que o prédio “é uma coisa só”, mas cada uma das torres maiores tem uma capela. Cada uma delas também foi criada em comemoração à tomada de Kazan. Existe uma lenda que diz que o czar Ivan, o Terrível cegou o seus arquitetos, Barma e Postnik,  para que nunca mais conseguissem fazer uma construção do tipo, mas tudo não passa de mais uma lenda. Esses mesmos arquitetos fizerm um anexo da catedral quatro anos depois, quando o czar já estava morto.  Todas as torres são uma analogia, como se fosse o fogo subindo ao céu.

Procurando hotel? Reserve aqui em parceria com a Booking.com!

O São Basílio, que deu o nome à catedral, era considerado um tolo, pois se humilhava intencionalmente e andava nu dizendo os preceitos de Deus. Por ele ser conhecido como milagroso (ele até previu um incêndio que devastou Moscou em 1547), até o czar Ivan, o Terrível tinha medo dele.

Aparentemente, a inicialmente a catedral era toda branca, para combinar com o Kremlin. As cores famosas que conhecemos apareceram apenas no século XVII, e são uma referência à Bíblia. Depois, durante o Stalinismo, o prédio quase foi demolido, pois ter um símbolo da igreja na Praça Vermelha não era algo que estivesse nos planos de Stálin. Por sorte, a catedral foi poupada.

Desde 1990 o espaço faz parte do Patrimônio Mundial da Unesco.

Informações

Endereço: Praça Vermelha

Horário: de novembro a abril das 8h as 17h e de maio a outubro até as 18h.

Preço: 300 rublos inteira e 100 para estudantes.


Tags from the story
,
More from Deise de Oliveira

Para comprar souvenirs mais baratos em Moscou

Souvenirs são artigos de primeira instância nas suas viagens? Saiba então que...
Read More

1 Comment

  • A Russia tem tudo para encantar a todos nesse ano de 2018, principalmente pelo fato de que estará sobre os holofotes devido a copa!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *